Polícia Militar surpreende indivíduo com entorpecente após ele agredir ex-mulher em bar no centro de Tupã

Na madrugada deste domingo a Polícia Militar foi acionada devido a uma briga em um bar no centro de Tupã. Ao chegar no local o Cabo Sanches e Soldado Menegatti foram informados que um homem, aparentemente descontrolado, havia agredido uma mulher, e que ela estaria escondida, sendo que outros dois frequentadores do bar haviam entrado em luta corporal com o agressor para que ele não matasse a mulher, pois ele havia se apoderado de uma faca.


O agressor saiu do local dizendo que buscaria uma arma para matar a mulher. Com a chegada das equipes de apoio com os Sargentos Dias e Silas, Cabos Urias, Bruno, Genilson e Soldado Alan, os policiais conseguiram encontrar a vítima escondida dentro de um depósito de bebidas.


Quando ela começou a relatar aos policiais as agressões sofridas, eles avistaram o agressor passando de carro na Avenida Tabajaras, no sentido centro ao bairro, em direção a residência dele. Quando os policiais iriam deixar o local para realizar buscas ao agressor, ele foi avistado vindo em direção aos policiais a pé.


Os policiais foram em direção a ele, sendo que ele ainda estava bastante exaltado, mas após vários minutos de conversa ele foi convencido a ir até a Central de Polícia Judiciária, para registro da agressão e ele poder dar sua versão dos fatos, porém quando ele se aproximou da vítima tentou mais uma vez agredi-la, sendo contido pelos policiais com uso de técnicas adequadas para imobilização.


O homem foi algemado e colocado dentro da viatura. Neste momento a vítima disse que o ex-companheiro costumava usar o carro para tráfico de entorpecentes. Com base nestas informações os policiais foram até o carro do agressor e encontraram dentro de uma sacola branca 30 pinos contendo cocaína, e mais um pino fora da sacola. Foi encontrada também uma porção de maconha.


O homem foi conduzido para Central de Polícia Judiciária, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de ameaça e agressão com base na lei Maria da Penha, e também pelo crime de tráfico de entorpecentes.


Por Portal Regional


MaisTupã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *