Sem operação no domingo, hemodiálise da Santa Casa recebe melhorias com reeducandos do semiaberto

Hemodiálise da Santa Casa recebe melhorias de revitalização com reeducandos do CPP de Pacaembu


Um grupo de reeducados do regime semiaberto do Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu trabalhou durante todo este domingo (9) na revitalização do setor de hemodiálise da Santa Casa de Adamantina.


É o único dia da semana que o setor não realiza atendimentos, já que é uma área do hospital que funciona ininterruptamente, de segunda a sábado, com serviços de hemodiálise para pacientes renais crônicos de toda a região.


Embutimento da balança de pesagem diária dos pacientes
Com essa limitação, a alternativa foi mobilizar uma equipe de reeducandos que atuou durante todo o dia concentrada no setor, promovendo reparos e melhorias gerais nas instalações, embutimento da balança de pesagem diária dos pacientes, bem como a repintura total do espaço e ao final completo serviço de limpeza com a lavagem do espaço, que já nesta segunda-feira (10) volta a receber pacientes. Os reeducandos trabalharam sob a supervisão do agente penitenciário Aparecido Donizete Rodrigues Santos.


Ao final do trabalho, limpeza total das instalações da hemodiálise
A decisão pelo trabalho dos reeducandos no domingo se deu a partir de comum entendimento entre a equipe gestora da Santa Casa, representada pelo frei Mateus Alves; o Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu, representado pelo diretor da unidade, Thiago Junqueira; e o Departamento Estadual de Execução Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, representado pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Adamantina, Fabio Alexandre Marinelli Sola.


Revitalização
O trabalho dos reeducandos do CPP de Pacaembu segue em toda a estrutura da Santa Casa de Adamantina. Na área externa as melhorias foram iniciadas no bloco onde estão o pronto-socorro e o banco de sangue, com execução calçamento, a recuperação do pavimento sextavado do estacionamento com o objetivo de torná-lo acessível – sobretudo à circulação de macas e cadeiras de rodas – e a aplicação da nova pintura.


A pintura, por sua vez, já avançou para além do bloco do pronto-socorro e o banco de sangue, passando pela fachada dos apartamentos, portaria e agora segue na face voltada à Avenida Rio Branco, até atingir o setor de fisioterapia, e assim seguir em todo o complexo até contornar por completo a estrutura.


A melhoria vai ocorrer também com a implantação de um novo projeto paisagístico, em uma faixa entre o estacionamento do pronto-socorro e banco de sangue e o alambrado voltado à avenida Rio Branco.
A participação dos reeducandos se dá a partir da sensibilização do Poder Judiciário e da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), e ocorre dentro de programas que buscam a reinserção dos apenados. Já os materiais foram adquiridos pela Santa Casa, com ajudas da comunidade, com recursos obtidos em campanhas beneficentes, leilões e créditos da Nota Fiscal Paulista.


Avanços estruturais
Desde o início da atual gestão da Santa Casa de Adamantina, com a chegada dos freis da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, em janeiro do ano passado, o hospital tem vivenciado uma série de transformações organizacionais internas, com reflexos positivos já mensurados pela comunidade regional assistida pelos serviços.


O balanço do primeiro ano foi apresentado à comunidade em janeiro passado, em uma solenidade presidida pelo Frei Mateus Alves, que responde pela gestão da estrutura.


Agora, com os primeiros desafios organizacionais vencidos, o hospital avança na gestão estrutural, com obras em andamento, como a construção da nova UTI, a partir de termo de colaboração com a UniFAI. O espaço terá dez leitos. Atualmente são quatro.


Outros investimentos permitiram o dimensionamento de novos espaços internos – sala de discussão e estudos de caso e sala para pequenos procedimentos – voltados aos estudantes dos cursos da área de saúde também da UniFAI, para atividades de estágio.


Há ainda convênios em andamento, que preveem as reformas das alas masculina e feminina, e ampliação do centro cirúrgico.


Fonte – Siga Mais

Redação – Kako de Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *